×

Este website utiliza cookies. Ao utilizar este website, você está aceitando nossa Política de Privacidade.

Reagentes para a pesquisa em sinalização celular

23rd April 2019

Reagentes para a pesquisa em sinalização celularOs receptores acoplados à proteína G (GCPR) são os receptores de superfície celular mais abundantes em humanos. Possuem uma grande importância fisiológica, pois foi identificada a sua participação em processos de sinalização relacionados à seletividade funcional, ação de anticorpos dirigidos a receptores, moduladores alostéricos, ativação de tirosina-quinases e receptores de quinases de serina/treonina.

As proteínas G são uma família de proteínas que são parte primordial dos receptores GCPR. Ligam e hidrolisam guanosina trifosfato (GTP) para alcançar a sua conformação ativa e transduzem os sinais do receptor a que estão ligadas a suas proteínas efetoras, como enzimas e canais de membrana seletivos para íons cálcio e potássio.

Sua atividade depende da presença de GTP, podendo ser regulada pela modulação da atividade de outras proteínas acessórias relacionadas à sua atividade GTPase. A inibição da proteína G representa uma oportunidade de influenciar farmacologicamente em um processo biológico, evitando as principais complexidades de tentar regular um processo uma vez iniciada a cascata de sinalização.

Algumas ferramentas importantes na investigação da sinalização celular de receptores acoplados à proteína G incluem inibidores específicos para um receptor específico, a superexpressão de GPCR em culturas celulares por técnicas de PCR, métodos de detecção de AMP cíclico, cálcio ou inositol-3-fosfato, bem como métodos de imunoensaio para a detecção da ligação de substratos marcados.

Na FUJIFILM Wako, e graças a nossas parcerias estratégicas, oferecemos produtos de alta qualidade para serem utilizados em cada uma das etapas de sua pesquisa, por exemplo:

YM-254890 (257-00631)

O depsipeptídeo cíclico (peptídeo no qual algumas das ligações peptídicas são do tipo éster em vez da amida) YM-254890 foi isolado da bactéria Chromobacterium QS3666. Inibe seletivamente a troca de GDP pelo GTP no sítio ativo da proteína G alfa q, impedindo a sua ativação e transdução de sinal.

Foi observado que o YM-254890 inibe a agregação plaquetária induzida pelo ADP, bem como a mobilização de cálcio em certas células. Em modelos murinos, o YM-254890 possui efeitos antitrombóticos e trombolíticos. 

Hot-Start Gene Taq NT (315-07521)

A polimerase Taq é frequentemente utilizada em técnicas de reação em cadeia da polimerase (PCR) para a polimerização de DNA na presença de trifosfatos de ácido desoxirribonucleico. Pode apresentar uma atividade sintética leve durante o estágio de preparação da reação de PCR, gerando produtos indesejáveis.

Na FUJIFILM Wako oferecemos a polimerase Taq Hot-start, que requer um tempo de ativação limitado a 5 minutos e cuja atividade é iniciada a 95 ⁰C, impedindo a sua ativação prematura e garantindo assim uma maior especificidade nos produtos da PCR. Adicionalmente, os produtos amplificados podem ser usados para clonagem TA.

CONHEÇA: Reagentes para laboratório de biologia celular

Anticorpo monoclonal anti-DYKDDDDK (Clone No. 1E6)

A sequência de aminoácidos DYKDDDDK pode ser adicionada no terminal N de uma proteína recombinante como marcador, facilitando assim a sua detecção ou purificação.

Na FUJIFILM Wako, oferecemos anticorpos monoclonais de camundongos que reconhecem especificamente o epítopo DYKDDDDK. Estes anticorpos podem ser utilizados para testes Western Blot, bem como para imunoprecipitação de proteínas com este marcador.

Alternativamente, possuímos este anticorpo monoclonal conjugado com peroxidase de rábano (015-22391), permitindo a sua detecção por fluorescência ou testes colorimétricos.

Bibliografia:

  1. Kamato, D., Mitra, P., Davis, F., Osman, N., Chaplin, R., Cabot, P. J., & Brimble, M. (2017). Ga q proteins: molecular pharmacology and therapeutic potential. Cellular and molecular life sciences, 74(8), 1379-1390.

Por: Adriana Clegg Em: Produtos Wako