×

Este website utiliza cookies. Ao utilizar este website, você está aceitando nossa Política de Privacidade.

Reagentes úteis para o clareamento de tecidos

22nd August 2018

Reagentes úteis para o clareamento de tecidosOs tecidos de plantas e animais têm cor e, em muitos casos, autofluorescência. Quando estudos são realizados usando técnicas microscópicas, a cor ou a fluorescência dos tecidos pode causar interferência ou impedir a obtenção de resultados. Nestes casos são usados reagentes para clarificar o tecido.

Desde o final do século passado, os biólogos têm se interessado em estudar os tecidos em três dimensões, a partir dos quais se obtém mais informações do que em comparação com as lâminas de tecido que foram usadas até agora para estudar os constituintes das células e os processos que ocorrem nos tecidos biológicos. O desenvolvimento de técnicas microscópicas veio para corroborar que as amostras de tecido podem ser usadas com maior profundidade, desde que a luz possa passar através delas, já que qualquer molécula de tecido que absorve ou emite luz, como a clorofila, hemoglobina ou melanina, pode causar interferência nos testes.

1. Kit SeeDB (See Deep Brain) [Número de catálogo 291-79601]

O reagente SeeDBconsiste de uma solução saturada de frutose em água com tioglicerol; o kit é composto de seis frascos desta solução na dissolução de diferentes concentrações de frutose e três reagentes adicionais: paraformaldeído, 1XPBS (-) e a solução de imersão recomendada pelo fabricante do microscópio. Usando este reagente, circuitos neuronais corados com reagentes fluorescentes podem ser observados, tanto em camundongos adultos quanto nos cérebros de camundongos em desenvolvimento. É compatível com técnicas que exigem microscópios confocais ou multifotônicos. O reagente deve ser mantido a temperaturas abaixo dos 25°C no escuro até ser utilizado.

2. Reagente ClearSee™ [Número de catálogo 031-25151]

O reagente ClearSee™é usado para clarear tecidos nas plantas. Este reagente tem a capacidade de diminuir a fluorescência da clorofila, intrínseca aos tecidos vegetais, sem afetar a fluorescência das proteínas utilizadas para a marcação. O processo de clareamento consiste em três etapas: fixação, lavagem e enxágue. As amostras tratadas com ClearSee™ podem ser armazenadas por 6 meses, sem perder suas características e serem observadas em várias ocasiões; basta fixá-las com vaselina em um porta-amostras e é o suficiente para observá-las. Há casos, como o da planta de arroz, em que é necessário um pré-tratamento para eliminar a cera cuticular, o qual permite a entrada do reagente sem dificuldade.

3. SCALEVIEW - A2 [Número de catálogo 193-18455]

O reagente SCALEVIEW - A2 é uma mistura de ureia, glicerol e Triton-100, desenvolvida para fazer com que os tecidos se tornem transparentes quando submersos na solução apenas por estarem embebidos nesta substância. Por exemplo, para fazer lâminas finas de 2 mm transparentes, são necessárias apenas duas semanas. Entre as vantagens do uso do SCALEVIEW-A2, destacam-se sua capacidade de eliminar a opacidade dos tecidos e, assim, obter imagens de alta definição. Seu uso é compatível com o das proteínas fluorescentes utilizadas na marcação de células e, com microscópios multifotônicos, as imagens podem ser obtidas em tecidos não tratados em uma profundidade maior que a obtida com outras técnicas.

Para amostras tratadas com SCALEVIEW-A2, recomenda-se o uso de microscópios fluorescentes multifotônicos (modelo FVMPERS) ou confocal (OLYMPUS, modelo: FV3000) e as objetivas da marca OLYMPUS de diferentes modelos, que podem ser consultadas nas informações técnicas que acompanham o produto.

4. VA-044 [Número de catálogo LB-VA044-50gs]

O dicloridrato de 2,2'-Azobis [2- (2-imidazolin-2-il) propano (VA-044) permite, utilizando a técnica CLARITY, transformar tecidos e mesmo órgãos em hidrogéis transparentes. Este reagente age como um iniciador de reações de polimerização, que permite, uma vez terminado o processo, obter polímeros transparentes de alto peso molecular e nos quais sua estrutura pode ser estudada por técnicas ópticas sem qualquer interferência.

ALGUNS REAGENTES QUE FUJUFILM WAKO DISTRIBUI:

pEBMulti - Vetor de expressão gênica Série de padrões de frutooligossacarídeos Peptideoglicano de Micrococcus luteus
pEBMulti - Vetor de expressão gênica Série de padrões de frutooligossacarídeos Peptideoglicano de Micrococcus luteus

Por: Adriana Clegg Em: Produtos Wako