×

Este website utiliza cookies. Ao utilizar este website, você está aceitando nossa Política de Privacidade.

Reagentes de grande utilidade nos estudos de biologia celular

17th September 2018

Reagentes de grande utilidade nos estudos de biologia celularOs avanços tecnológicos das últimas décadas permitiram aprofundar o conhecimento das células: sua estrutura, seu metabolismo e as cascatas de regulação de uma grande quantidade de processos; bem como nos mecanismos de adaptação às mudanças em seu ambiente.

Em Fujifilm Wako, oferecemos uma ampla seleção de reagentes de grande utilidade nos estudos de biologia celular.

LabAssay ALP (número de catálogo 291-58601)

A fosfatase alcalina é uma enzima que hidrolisa ésteres de monofosfato que liberam fosfato inorgânico. Fisiologicamente participa do processo de mineralização óssea, mas também está presente de maneira significativa na placenta, intestinos, fígado e rins.

Uma alta concentração de fosfatase alcalina no soro pode indicar danos no fígado, doenças que afetam a formação do osso, deficiência de vitamina D, doença celíaca ou outras doenças do trato gastrointestinal, bem como obstrução dos dutos biliares.

Os baixos níveis de fosfatase alcalina podem indicar deficiência de zinco ou magnésio, hipotireoidismo, desnutrição ou anemia. Também é indicativo de doenças raras na formação dos ossos (hipofosfatasia).

A medição da concentração de fosfatase alcalina é usada para monitorar o desenvolvimento ósseo em culturas celulares, ou como um marcador do metabolismo lipídico ou indicador de lesão hepática em camundongos.

LabAssay ALP de Fujifilm Wako permite medir a concentração de fosfatase alcalina no soro humano, bem como em camundongo.

BES-H2O2 (número de catálogo 024-18751) e BES-H2O2-Ac (número de catálogo 028-17811)

As espécies reativas de oxigênio são usadas pelo sistema imunológico para combater organismos patogênicos, graças à sua capacidade de oxidar e, assim, danificar a membrana celular bacteriana. O peróxido de hidrogênio também está envolvido na sinalização celular, como um segundo mensageiro. 

A detecção de peróxido de hidrogênio por meio de um indicador fluorescente é muito útil em estudos de biologia celular, mas é geralmente complicada pela reação cruzada com outras espécies reativas, como radical hidroxila, superóxido, óxido nítrico ou peroxinitrito.

BES-H2O2 é projetado para reagir seletivamente com o peróxido de hidrogênio intracelular, gerando assim uma molécula fluorescente.

Por seu lado, BES-H2O2-Ac é um derivado acetilado capaz de atravessar a membrana celular. Dentro da célula, a molécula deve ser ativada enzimaticamente por uma esterase para poder reagir com o peróxido de hidrogênio.

Ambos reagentes, comercializados por Fujifilm Wako, podem ser usados em solução aquosa e por citometria de fluxo.

Estreptolisina O, recombinante (número de catálogo 197-15131)

A estreptolisinaé uma proteína produzida por diferentes espécies de estreptococos hemolíticos. Liga-se ao colesterol presente nas membranas celulares e oligomeriza para formar poros de até 35 nm de diâmetro. Desta forma, permite a passagem de íons e macromoléculas para dentro da célula, o que normalmente culmina na lise celular.

Esse recurso é explorado em ensaios de biologia celular para permeabilizar a célula reversivelmente e sem perder sua estrutura. A capacidade de oligomerização da estreptolisina O depende de um resíduo de cisteína altamente conservada, que é ativo em seu estado reduzido.

O uso de reagentes que bloqueiam os grupos tiol inibe a atividade da toxina, que pode ser reativada por agentes redutores contendo grupos tiol.

Bibliografia:

1) Arzanlou, M., & Bohlooli, S. (2010). Inhibition of streptolysin O by allicin - an active component of garlic. J. Med. Microbiol. 59, 1044-1049.

2) Maeda, H., Fukuyasu, Y., Yoshida, S. et al. (2004). Fluorescent probe for hydrogen peroxide based on a non-oxidative mechanism. Angew. Chem. Int. Ed. 43 (18), 2389-2391.

3) Sharma, U., Pal, D., & Prasad, R. (2014). Alkaline phosphatase: an overview. Indian J. Clin. Biochem. 29(3), 269-278.


Por: Adriana Clegg Em: Produtos Wako