×

Este website utiliza cookies. Ao utilizar este website, você está aceitando nossa Política de Privacidade.

ELISA. O que é, onde é aplicado?

6th November 2018

Kits ELISA utilizados nas pesquisas de doençaELISA, ensaio imunoenzimático, é uma técnica analítica que permite detectar a presença de uma proteína por ligação a um anticorpo altamente específico. Uma enzima, que geralmente catalisa uma reação colorida, também está ligada a este anticorpo.

O antígeno que estamos procurando deve estar imobilizado em uma superfície sólida. Isto é conseguido pelo uso de microplacas que permitem a adsorção do antígeno, ou um anticorpo capaz de reconhecer o antígeno, conhecido como anticorpo de captura.

Uma vez que o antígeno é imobilizado, ele pode ser detectado diretamente por ligação a um anticorpo ligado a uma enzima. A fim de aumentar a sensibilidade da análise, pode-se adicionar primeiro um anticorpo, conhecido como primário, que se liga com alta especificidade ao antígeno. Este será reconhecido por um anticorpo secundário ligado a uma enzima.

Finalmente, o substrato é adicionado que, ao reagir com a enzima, dará uma coloração que pode ser facilmente medida com um leitor de microplacas.

Os ensaios de ELISA são usados diariamente em laboratórios de análises clínicas como auxiliares no diagnóstico de uma grande quantidade de doenças infecciosas e para monitorar os níveis de hormônios, marcadores de câncer, fatores sanguíneos e fármacos, entre outros. São também usados em pesquisas para monitorar a produção de anticorpos monoclonais e para detectar uma grande variedade de moléculas de interesse biológico para as quais um anticorpo foi desenvolvido.

Em Fujifilm Wako, contamos com mais de 70 Kits ELISA para a pesquisa de doenças. Veja o nosso catálogo aqui www.e-reagent.com .

Kit ELISA para a detecção de Exossomas PS Capture™ (números de catálogo 293-77601, 299-77603)

Os exossomassão vesículas geradas a partir da membrana celular e podem ser encontradas em quase todos os fluidos biológicos. Funcionam como mensageiros entre as células, permitindo a troca de lipídios, proteínas, RNA e DNA.

Seu estudo é relevante na investigação de diferentes doenças, como câncer, doenças neurodegenerativas e distúrbios imunológicos, bem como pelo seu potencial como vetores para fármacos.

Kit ELISA para detecção de Glucagon em rato (número de catálogo 297-57101)

O glucagon  é um hormônio produzido pelo pâncreas que regula a quantidade de glicose no sangue. Quando os níveis de glicose estão baixos, o glucagon promove a liberação de glicose do fígado a partir de glicogênio.

Além de ser usado como fármaco, certos medicamentos usados no tratamento do diabetes agem sobre o glucagon. Portanto, são realizadas pesquisas sobre seus mecanismos de ação e regulação, e seu papel no desenvolvimento do diabetes.

Kit ELISA para a detecção de β-amiloide (números de catálogos 292-62301, 298-62401, 298-64601)

A doença de Alzheimer é uma forma de demência caracterizada por lesões neuronais chamadas placas amiloides e emaranhados neurofibrilares. As placas amiloides são geradas por agregados do peptídeo β-amiloide, fragmentos de 40 e 42 aminoácidos da proteína precursora amiloide que sofreram processamento anormal.

Os peptídeos são gerados por diferentes processamentos e em diferentes estágios da doença, daí a importância de seu estudo na pesquisa sobre o surgimento e progressão da doença de Alzheimer. Em Fujifilm Wako, contamos com kits para a detecção quantitativa de ambos os fragmentos do β-amiloide humano ou de rato.

Bibliografia:

1) Walker, J.M. (1987). The Enzyme Linked Immunosorbent Assay (ELISA). In: Walker J.M., Gaastra W. (eds), Techniques in Molecular Biology (pp. 82-97). Boston, MA: Springer


Por: Adriana Clegg